19 , -  




FAQ







-




















Eurasian Movement (English)



.. " "" -


.. " "

>>
>>
>>
>>
>>
>>
>>
(.) | mp3
.

(- mp3, . 1 )
:
- -
- -

--
[ ]
[ ]
[ -]
[ ]
[ ]
- [ ]
[ ]
[ ]
? []
[ ]
.. >>
>>
>>
>>
>>
" "
, 125375, , , 7, 4, 605, (. )
:
+7(495) 926-68-11
- , , , , CD, DVD, VHS , , "" .
E-mail:
  • " "
    -:
    +7(495) 926-68-11
  • - " "
  • . ()

  • [ ]

  • .
    : 117216, / 9, ..

    " "




  •    width=

      width=

    - width=
    Rambler's Top100



    ..

    -
    evrazia - lj-community
    -
    -




    (VIII )

    ( )

    ( )

    ( )

    . @Mail.ru
    Aleksandr Dugin|Assimetria|25.01.2009 

    Aleksandr Dugin

    Assimetria

    Um olhar Objectivo

    Convm olhar de novo, s e objectivamente, para a hodierna posio da Rssia, sem ofensas, emoes, nostalgia e exacerbao. Em que mundo nos encontramos? Que ameaas pendem sobre ns?

    Qual a configurao do actual mapa do mundo do ponto de vista estratgico? Que devamos fazer em tal situao? E que podemos porque devemos fazer? Como nos consciencializarmos ns prprios do nosso lugar, e como o vem de fora da Rssia essas foras, das quais, efectivamente, muito dependemos? Poucos na nossa sociedade hodierna so capazes de, calma e desapaixonadamente, no s responder a estas questes, como tambm at de p-las.

    A Tese do Ocidente o mundo unipolar

    Na aurora do terceiro milnio constituiu-se o mundo unipolar. O seu nico plo actual o Ocidente, os EUA e seus aliados na NATO (com variados graus de interesse). Este mundo unipolar tem um ntido, claramente distinguvel, trao ideolgico: isto , um modelo cosmopolita, liberal-capitalista, totalitariamente impositivo. Ao nvel estratgico, o mundo unipolar apoia-se na potncia militar dos EUA. No plano geral, so coisas inseparveis: o potencial estratgico dos EUA (e a sua configurao especfica) e o sistema liberal-capitalista em poltica, economia, e aspecto social.

    A unipolaridade confirma-se em ambos os nveis (estratgico e ideolgico), pois que no actual momento na terra no h uma nica formao militar que se contraponha ao poder militar dos EUA, nem uma nica estrutura ideolgica, to universalmente espalhada, geralmente reconhecida e aceite, como a liberal-capitalista (por vezes abusivamente chamada democracia liberal abusivamente, pois de real democracia pouco tem).

    O mundo unipolar um dado. Se no reconhecermos este facto, quaisquer concepes nossas ficam fora da esfera da realidade. O reconhecimento deste facto realizado o trao inicial de qualquer reflexo responsvel sobre a situao, na qual se encontra a humanidade nas primeiras etapas do novo milnio.

    Esta constatao, contudo, por sim mesma no acarreta qualquer avaliao tica.

    A afirmao de que qualquer coisa h no significa que esta qualquer coisa seja boa.

    O mundo unipolar a tese generalizante, estratgica, geopoltica, da concepo do mundo. Tese do Ocidente que tem a sua genealogia, a sua histria, as suas etapas. O mundo unipolar no surgiu absolutamente por acaso e de repente. o resultado da formao da tese do Ocidente como categoria universal, que venceu as alternativas histricas civilizacionais.

    A tese do Ocidente materializou-se no mundo unipolar precisamente atravs de um processo de ultrapassagem das alternativas histricas todo-poderosas, as quais em vrias etapas surgiam ora como sociedades tradicionais, ora como regimes nacionalistas, ora como sistemas socialistas.

    At aos ltimos tempos da tese do Ocidente existia uma alternativa formal ao nvel da estratgia e da mundiviso. Os interesses planetrios opostos das grandes potncias na primeira metade do sculo XX, e do mundo bipolar (Oriente socialista Ocidente capitalista) na segunda metade do sculo XX, alinharam-se nos sistemas de contrapeso e de oposio, prontos de, a qualquer momento, a acorrerem a um conflito mundial directo com uma concluso incerta, pois o potencial militar dos vrios plos era no total comparvel.

    O mundo unipolar uma realidade tal, que a supremacia da tese do Ocidente sobre os possveis modelos alternativos de desenvolvimento da civilizao se torna slida e evidente.

    Isto significa de facto a instalao da hegemonia estratgica e ideolgica dos EUA. A conscincia disto expressou-se no novo termo estratgico: hiper-potncia. Grandes potncias (at ao fim da Segunda Guerra Mundial) existiam algumas, superpotncias apenas duas, mas hiper-potncia s h uma.

    Tal posio reforou-se nos documentos fundamentais da poltica americana: em particular, no relatrio do ex-Presidente dos EUA, William Clinton, de 1997, As perspectivas dos EUA no sculo XXI.

    O Presidente dos EUA justamente afirma, que os EUA em certa etapa (e na sua pessoa toda a tese civilizacional do Ocidente) dominaram todos os seus formais opositores, todas as ameaas, barreiras e desafios tradicionais simtricos.

    A nova ordem mundial estabeleceu-se, e todos os obstculos formais que se opunham sua globalizao retiraram-se.

    E agora comea o mais interessante: neste documento, o Presidente dos EUA fala de que a partir de agora tipos bsicos de ameaa a tal construo do mundo podem resultar de novos desafios, que notoriamente sero assimtricos.

    Esta posio fixa a realidade objectiva: a partir de agora qualquer alternativa estratgica ou ideolgica nova ordem mundial ser necessariamente assimtrica, desproporcional ao estabelecido sistema planetrio. Isto no uma oposio formal de duas ou de algumas organizaes planetrias comparveis, mas processos mais complexos, quando a simples e indiscutvel liderana da tese do Ocidente tiver de enfrentar uma realidade imprevista, que seja dificilmente tratvel.

    Condicionalmente no novo documento e na actual linguagem politolgica ela chama-se assimetria ou novo desafio.

    Ainda um termo aproximado para designar esta realidade potencial Eursia.

    Comentrio do LUSO: Esta assimetria bem podia ser, como Eursia, a coligao da Rssia com a China e a ndia e o Iro. Alis j h o Tratado de Shangai em que se aliam estes pases (se no estou muito em erro). S este tratado deve ser suficiente para suster a loucura da administrao americana na sua paranica ambio terrorista, que o , de avassalar todo o mundo. Em todo o caso, pode fazer parte da assimetria o asco que a impoltica poltica judeo-americana causa em inmeros pases por esse mundo fora. Pouco verdadeiramente cultos como so, eles no conhecem a fbula do lobo que vestiu a pele de ovelha, nem a do sol e do vento que apostaram entre si qual deles seria capaz de fazer um homem despir o seu capote. O mais forte em certos casos o mais fraco. Creio bem que tal o caso judeo-americano. Haja Deus!

    Unipolaridade com o sinal mais ou o sinal menos?

    Atrs dissemos que o reconhecimento do facto da unipolaridade no significa o reconhecimento da sua idoneidade, ou do seu contedo positivo. A liberdade humana permite-nos interpretar qualquer facto no sistema dual (no mnimo) da tica. Se ns o avaliarmos como bom, ns apoiamos a sua realidade com a fora do nosso acordo moral. Mas ns podemos aceitar este facto realmente existente como um mal, uma injustia, um fenmeno negativo. Ento no negando a sua presena ns procuraremos os meios de o desenraizar, corrigir, transformar ou eliminar. Nesta liberdade tica contra a ditadura da existncia actual, surge mais elevada a dignidade do ser humano. (Frase lapidar, sublinhada pelo tradutor. LUSO).

    O mundo unipolar um facto. Mas para um enorme sector da humanidade contempornea, este um facto inteiramente e na sua totalidade negativo, trgico, repelente. E se no h hoje alternativas formais a tal mundo, isto ainda de maneira alguma significa que ele pode ou deve existir.

    No mundo terrestre no pode existir tal unidade absoluta, e qualquer tese, por muito universal e global que possa ser, pode e deve esbarrar com a sua anttese.

    Para ns agora o mais importante resume-se em compreender com clareza: a alternativa ao mundo unipolar, a anttese em relao tese do Ocidente, que se tornou global e pretende a universalidade, a partir de agora e em definido prazo se transformou de regio formal e simtrica em regio no formal e assimtrica, na regio do novo, invisvel, ainda apenas com o dever de encontrar claramente os traos distintivos..

    A anttese do mundo unipolar est na esfera da assimetria.

    E este exactamente um facto to indiscutvel como o facto da transformao dos EUA numa hiperpotncia.

    A correspondente procura de alternativa unipolaridade deve fazer-se em novas regies estratgico-ideolgicas. Isto no significa que as anteriores alternativas tese do Ocidente em tudo e por tudo percam o seu significado. No, elas conservam-no, mas com aspecto desvirtuado, em novo espao contextual com a necessria correco. O mais importante que neste novo espao de assimetria, as anteriores alternativas se empenhem numa nova combinao, e os seus elementos, muitas vezes perifricos, avancem, e aquilo que pareceu magistral, se retire, pelo contrrio, para um plano de trs.

    (traduzido do russo)


    : - , Russia.ru


    : , Georgia Times


    - -. , russia.ru


    . " ",


    . Russia.Ru


    : . GeorgiaTimes.TV


    . "-"


    vs.: .


    : . Russia.Ru


    4 : . " 24"

    :
    -
    ()

    (-)

    (-)

    ()
    -
    (-)

    ( )

    ()

    ( )

    ()

    ()
    ...